terça-feira, 5 de maio de 2015

[Resenha] Vingadores: Era de Ultron – Joss Whedon

Depois de quase um ano sem dar as caras no blog estou aqui mais uma vez sem nenhum tipo de moral que me faça ser levado à sério novamente. O importante é que eu voltei a escrever e naquele mesmo esquema informal e sem estribeiras em relação aos spoilers da vida, trazendo Vingadores: Era de Ultron resenhado como quem pede desculpas.

O segundo filme dos heróis mais poderosos da Terra começa em um ritmo completamente diferente do anterior. A equipe já se encontra reunida em uma missão que só aqueles que assistiram o pós-créditos de Capitão América 2: O Soldado Invernal podem a entender por completo. A química entre os personagens e palpável a ponto de dar aquela impressão estranha de que houveram missões anteriores entre o primeiro filme e esse. Enfim, o filme já começa na ação e tudo tende a crescer, os alívios cômicos estão lá com piadas internas e comentários sarcásticos. O Barão Von Strucker precisa ser parado e o cetro do Loki resgatado, e então sem muitos rodeios os gêmeos entram em ação para enriquecer um pouco mais o Universo Marvel! Minha vontade é continuar contando o filme todo aqui... Mas então isso não seria mais uma resenha e sim um resumo. A Marvel Studios não economizou em atores, grande parte de personagens coadjuvantes (Desde Maria Hill até o Dr. Selvig) voltam para de alguma forma dar o ar da graça e enriquecer o trabalho de Joss Whedon. O segundo filme dos Vingadores é maior em quesitos de roteiro, desenvolvimento de personagens, cenas de ação e de efeitos especiais. Não é aquela adaptação dos sonhos dos fãs que acompanham os quadrinhos desde crianças, mas não deixa de ser incrivelmente admirável. Os Marvetes pareceram ficar satisfeitos com o resultado e empolgados para o que ainda virá.


Homem de Ferro, Thor e Capitão América foram um ponto interessante no filme, não que tenham ficado de lado, mas dessa vez o restante do elenco foi mais bem desenvolvido. Não que não tiveram excelentes cenas e diálogos, mas acredito que por ambos terem já seus filmes solo o diretor optou por focar mais nos outros. Robert Downey Jr. é um ator que parece tão descontraído no papel que chego a concordar com o Stan Lee; “Ele é o Homem de Ferro”! Tem um papel importante no filme, porém um tanto diferente do anterior, dessa vez parece abandonar aos poucos o posto de líder da equipe e deixar o Capitão segurar um pouco as rédeas. Apesar dessa camaradagem por parte de Tony, em diversas partes do filme vemos esses dois pilares batendo de frente em tons não muito descontraídos, entendedores entenderão que o fato só se trata da Guerra Civil chegando. O Asgardiano promove boas piadas com seu tom arrogante e clássico, se irrita com Stark quando descobre as dimensões dos problemas que ele trouxe (o que é exatamente o que estamos acostumados a ver nos quadrinhos) e protagoniza combos de ação espetaculares. Outro momento que merece ser mencionado é a visão do Deus do Trovão das Joias do Infinito que ficou bem legal e ainda melhor quando Thanos aparece na cena pós-créditos.




Com o Hulk, a Viúva Negra e o Gavião Arqueiro as coisas acontecem de forma diferente. Interagem com todos os outros personagens em cenas descontraídas e outras nem tanto, têm personalidades e opiniões fortes, e se abrem um pouco mais uns com os outros e com os telespectadores.
  

O Hulk, por exemplo, é explorado através do seu relacionamento com a Natasha, o que achei totalmente desnecessário e meio forçado e os motivos eu vou comentar daqui a pouquinho. Apreciamos o quanto o personagem pode ser destrutivo quando fora de controle (assim como no primeiro filme) e o quão transtornado pode ficar quando colocado perante as consequências, essa foi uma sacada que não vimos antes, já que o personagem costuma pular de uma cena de ação para a outra dando apenas pequenos comentários acerca dos destrutivos ocorridos.


O que particularmente não deu pra se engolir no romance com a Viúva Negra é que entra completamente em questões abordadas por Banner, mas contradiz a assassina tachando-a de carente e um pouco atirada o que não faz muito o perfil dessa personagem. A outra parte do desenvolvimento dela acontece graças a Feiticeira Escarlate e suas bem vindas alucinações, a Viúva precisa encarar seu passado que reflete o tempo todo o seu presente. Por não ter (infelizmente) um filme solo dela essas imagens acabam sendo um prato cheio pros fãs dela.


O Gavião Arqueiro interpretado por Jeremy Renner (aquele que ficou indignado com sua participação fraca dentro do universo) e considerado pelos fãs o mais inútil entre os Vingadores, ganhou um peso maior nas costas tendo que manter a equipe na linha durante as pequenas crises individuais. O momento em que Clint leva os companheiros pra casa é ótimo. Nunca cheguei a pensar no personagem assim, pai de família amoroso e integrante cativante. Uma das minhas passagens favoritas é todo o discurso que ele faz para Wanda que acredito que tenha sido de extrema importância para transformá-la em uma vingadora.


E a Marvel jamais faria isso, simplesmente nos devolver os personagens que já conhecíamos em uma missão diferente em um lugar diferente... Personagens novos e conhecidos pelos fãs dos quadrinhos e dos desenhos animados da TV foram acrescentados e muito bem adaptados por excelentes atores;




Uma deusa, uma louca, uma feiticeira... Era o que a maioria dos Marvetes brasileiros de plantão cantavam quando ouviam rumores sobre a encarnação de Elizabeth Olsen como Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate. Já disse sobre os pesadelos telepáticos provocados por ela anteriormente e também sobre a passagem decisiva dela com o Gavião Arqueiro. E ela não fica só nisso, apesar de não haver nenhum tipo de introdução explicativa acerca do assunto, Wanda inaugura a magia no Universo Marvel, que acredito que será mais bem abordado no futuro filme do Doutor Estranho já que nesse suas habilidades foram apenas chamadas de estranhas. A nova super-heroína brilhou, botou pra quebrar e cativou muito os fãs, conseguindo uma aprovação maior que seu irmão quando eu achei que os dois cresceriam juntos.


Mercúrio nesse filme é interpretado pelo Aaron Taylor-Johnson, o Kick-Ass! Ele e sua irmã são dois mutantes filhos de Magneto, (sqn, né Fox? –‘) que foram adaptados como humanos aprimorados pela ciência profana da Hydra. O ligeirinho tem umas passagens bem engraçadas principalmente quando se encontra com o Gavião, porém fica um pouco apagado quando colocado ao lado da irmã. O final dele foi triste, claro... Mas já ouvi falar que Mercúrio não morreu! OO’



E para a felicidade geral Visão esta sim no filme, interpretado pelo Paul Bettany, que não, não é o JARVIS com um corpo e uma capa. Assim como na mitologia que conheço, foi criado pelo Ultron, mas na série é roubado por Stark e uploadeado com JARVIS e parte do protocolo Ultron, então se tornou uma criatura única, um dos heróis mais interessantes do universo. Possui em sua mente a Jóia da Mente, que é uma das Jóias do Infinito, o que o torna poderoso pra caramba. Achei que poderia ter sido mais bem aproveitado, apareceu pouco, mas talvez por enquanto tenha sido o suficiente. Um puta destaque pra cena em que ele pega o martelo de Thor, aquela sala de cinema foi à loucura.



Quem viu o Garra Sônica no filme? Ulysses Klaw (interpretado pelo Gollun, Andy Serkis) não foi um herói nesse filme, e não acredito que já possa ser chamado de vilão. O que eu achei válido é que serviu como uma excelente introdução a Wakanda (que é mencionada), o universo do Pantera Negra (que terá um filme solo no futuro e que achei uma pena não ter dado as caras por alguns momentos). O físico já perdeu sua mão, já se apresenta como ladrão de Vibranium, só precisa mesmo encontrar seu nêmeses.  



A Marvel infelizmente não costuma acertar a mão com seus vilões. E existem diversas evidências disso. Pare pra pensar, o Ronan (Vilão do aclamado Guardião das Galaxias) reclamava mais que acusava. O Caveira Vermelha é um extremista, ele simplesmente é malvado por ser malvado. Não tenho comentários para o Abominável e muito menos para o Mandarim, já a Hydra é legal, mas odiar uma megacorporação fica meio parecido com coisa de  hipsters comunistas dos movimentos.




Loki fez um belo trabalho e dentro da Marvel uma rara exceção, e então eis que chega Ultron. James Spader fez um trabalho esplendido ao dar voz a um robô ultra inteligente, radical e homicida. Não notei efeitos em sua voz, já que antes de ver o filme já imaginava aqueles efeitos metalizados de robôs que costumamos ver na tv. O vilão intimida, zomba, ameaça, seduz, faz piada e mata por pura e fria lógica, do tipo que dita que para resolver um problema você deve eliminar sua fonte: os Vingadores e a humanidade. Os ideias dele são os mesmos encontrados na HQ, o visual está um pouco diferente, e sua personalidade adaptada porém sua essência permanece a mesma.




Muitos fãs ficaram indignados com a batalha entre Hulk e o Homem de Ferro utilizando a Hulkbuster. Porque o Hulk não venceu aquela armadura? O poder do Golias Esmeralda foi desmerecido, então? A armadura da Hulkbuster tem sim total capacidade de conter o Hulk (até porque foi criada com esse intuito), afinal de contas a mesma foi desenvolvida não só pelo Tony Stark como também pelo Bruce Benner. Os poderes do verdão não foram desmerecidos, a Verônica que nos foi apresentada nesse filme, existe com a finalidade de repor algumas das partes que eram perdidas em batalha. Isso deixou bem claro que o Hulk é sim muito forte, como já sabíamos graças aos outros filmes, não houve diminuição dos seus poderes e os Vingadores simplesmente estavam preparados para caso uma situação assim acontecesse.




Desde antes da estreia dos Vingadores foi inevitável a comparação entre o Mercúrio e o mesmo personagem de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido da Fox. Eu diria que ele é… Um tanto diferente e possui um visual mais legal. Nem pior, nem melhor. A cena da Fox foi espetacular, linda, poética, mas foi UMA cena, e todos sabemos que honestamente seria inviável fazer/assistir várias sequências de batalha naquele estilo.


Uma grande polêmica criada pelo público é que diversos trailers e teasers promocionais foram liberados entregando de bandeja algumas das melhores cenas. Em minha humilde opinião, acho que o Trailer está lá pra quem quer ver, se a Marvel acha que é a melhor maneira de promover seu filme, então... Deixe que ela faça. Se você acha que vai descobrir todo o enredo através de no máximo dez minutos totais de cenas picadas, então não assista! E meio óbvio, certo?!


Não gostei da forma que o Barão Von Strucker foi tratado nesse filme, considerado um dos grandes vilões do universo Marvel e rival de NickFury (que também ficou bem apagado) funcionou mais como alivio cômico do que ameaçou. Sua morte foi simplesmente mencionada e mostrada através de uma foto, não teve tempo pra cumprir nossa expectativa criada no final do segundo filme do Capitão América.


A batalha final foi simplesmente linda! O giro 360º se difere do primeiro filme pelo número de super-heróis envolvidos, pela ação em si. A cena foi tão épica que era impossível notar todos os detalhes naquela tela gigantesca já que todos os Vingadores estavam em ação utilizando de suas habilidades para deter os minions de Ultron.

















Como comentei anteriormente esse espetáculo de filme além de nos mostrar uma história empolgante, tem a missão de abrir caminhos pro Pantera Negra, pra Guerra Civil, e até pras Guerras do Infinito. E vai além, somos apresentados a uma renovação da equipe bem nos últimos momentos, isso infelizmente é algo que a Marvel tem que se preocupar no mundo real, já que alguns atores acabam ficando exigentes em relação ao salário ou mesmo entediados para repetir papéis. É uma época ótima pra se ser nerd e fã de quadrinhos, a maior parte do que queríamos está sendo entregues assim, de mão beijada. Joss Whedon nos entregou um trabalho impecável e infelizmente não se encontra (até onde eu sei) em futuros planos de filmes. O segundo filme me agradou muito mais que o primeiro pela qualidade do enredo e desenvolvimento individual dos personagens. Se existem alguns pecados? Bom, existem! E são... Perdoáveis.


Diversos boatos rondam o futuro da franquia nas telonas, bem como perguntas. A Marvel tem toda uma fase três em desenvolvimento (lembrete que a fase três só começa depois do filme do Homem Formiga que terá resenha aqui no blog assim que for assistido). Sabemos de participações de personagens em futuros longas graças a contratos de alguns atores que acabam vindo em público. Não consegui pegar nenhuma referencia ao Cabeça de Teia e a Miss Marvel no filme, e nem nada que linkasse o mesmo com as séries do Demolidor e com Agents of Shield, o que foi uma pena, sou muito viciado em easter-eggs.


-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-


Universo Cinematográfico Marvel


Vou fazer um resumo bem básico abaixo sobre o caminho da Marvel até agora nos cinemas com sinopses e ordem de filmes e deixar o futuro em aberto, já que apenas títulos nos foram liberados.


Fase 1


Homem de Ferro (2008) – Tony Stark (Robert Downey Jr.) é um industrial bilionário, que também é um brilhante inventor. Ao ser sequestrado ele é obrigado por terroristas a construir uma arma devastadora mas, ao invés disto, constrói uma armadura de alta tecnologia que permite que fuja de seu cativeiro. A partir de então ele passa a usá-la para combater o crime, sob o alter-ego do Homem de Ferro.






O Incrível Hulk (2008) – [Esse filme foi produzido pela Universal, e sofreu recast do personagem titulo em Vingadores] Vivendo escondido e longe de Betty Ross (Liv Tyler), a mulher que ama, o cientista Bruce Banner (Edward Norton) busca um meio de retirar a radiação gama que está em seu sangue. Ao mesmo tempo ele precisa fugir da perseguição do general Ross (William Hurt), seu grande inimigo, e da máquina militar que tenta capturá-lo, na intenção de explorar o poder que faz com que Banner se transforme no Hulk.





Homem de Ferro 2 (2010) – O mundo já sabe que o inventor bilionário Tony Stark (Robert Downey Jr.) é o super-herói blindado Homem de Ferro. Sofrendo pressão do governo, da mídia e do público para compartilhar sua tecnologia com as forças armadas, Tony reluta em divulgar os segredos por trás da armadura do Homem de Ferro, temendo que as informações caiam em mãos erradas. Tendo Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) e James "Rhodey" Rhodes (Don Cheadle) a seu lado, Tony estabelece novas alianças e enfrenta novas e poderosas forças.




 Thor (2011) – Quando é banido do reino de Asgard e exilado na Terra, o arrogante guerreiro Thor (Chris Hemsworth) é obrigado a lutar para reaver seus poderes perdidos. Perseguido pela força invasora enviada para destruí-lo, o desventurado Deus do Trovão tem que enfrentar a batalha e descobrir o que é preciso para se tornar um verdadeiro herói.








Capitão América: O Primeiro Vingador (2011) – Nascido durante a Grande Depressão, Steve Rogers teve uma frágil juventude em uma família pobre. Horrorizado com as imagens dos noticiários sobre os nazistas na Europa, Rogers se alista no exército. No entanto, em função de sua saúde debilitada, ele é rejeitado. Atento ao esforço do rapaz, o general Chester Phillips oferece a ele a oportunidade se fazer parte de uma experiência… Operação: Renascimento. Depois de semanas de testes, Rogers finalmente recebe o soro de Supersoldado e é bombardeado com radiações. Steve Rogers emerge do tratamento com um corpo tão saudável quanto um corpo pode ser, sendo ainda humano. Ele é colocado então em um tático e intensivo programa de treinamento. Três meses depois, ele recebe sua primeira missão como Capitão América. Armado com seu indestrutível escudo e conhecimento de batalha, Capitão América passa então a lutar contra o Mal, se tornando o líder dos Vingadores.


Os Vingadores (2012) – Loki (Tom Hiddleston) retorna à Terra enviado pelos chitauri, uma raça alienígena que pretende dominar os humanos. Com a promessa de que será o soberano do planeta, ele rouba o cubo mágico dentro de instalações da S.H.I.E.L.D. e, com isso, adquire grandes poderes. Loki os usa para controlar o dr. Erik Selvig (Stellan Skarsgard) e Clint Barton/Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), que passam a trabalhar para ele. No intuito de contê-los, Nick Fury (Samuel L. Jackson) convoca um grupo de pessoas com grandes habilidades, mas que jamais haviam trabalhado juntas: Tony Stark/Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Steve Rogers/Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth), Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo) e Natasha Romanoff/Viúva Negra (Scarlett Johansson). Só que, apesar do grande perigo que a Terra corre, não é tão simples assim conter o ego e os interesses de cada um deles para que possam agir em grupo.


Fase 2


Homem de Ferro 3 (2013) – Homem de Ferro 3 coloca o o impetuoso, porém brilhante, industrial Tony Stark/Homem de Ferro contra um vilão cujo alcance não conhece limites. Quando Stark vê o seu mundo pessoal destruído pelas mãos de seu inimigo, ele embarca em uma caçada para encontrar os responsáveis. Essa jornada, a cada curva, irá testar os seus valores. Encurralado, Stark é obrigado a sobreviver às custas de seus próprios equipamentos, confiando em seus instintos e ingenuidade para proteger aqueles que são próximos a ele. Enquanto luta para se reerguer, Stark descobre a resposta da pergunta que secretamente o perseguia: será que é o hábito que faz o monge, ou o monge que faz o hábito?


Thor: O Mundo Sombrio (2013) – Mundos colidem quando um poderoso inimigo antigo ameaça mergulhar o cosmos na escuridão eterna. Agora, reunido com Jane Foster (Natalie Portman), e forçado a forjar uma aliança com seu traiçoeiro irmão Loki (Tom Hiddleston), Thor (Chris Hemsworth) embarca em uma perigosa jornada pessoal para salvar a Terra e Asgard da destruição.







Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014) – Após os cataclísmicos eventos em Nova York, Steve Rogers, também conhecido como Capitão América, vive tranquilamente em Washington, DC e tentando se ajustar ao mundo moderno. Mas quando um colega da S.H.I.E.L.D. é atacado, Steve se vê preso em uma rede de intrigas que ameaça colocar o mundo em risco. Unindo forças com a Viúva Negra, o Capitão América luta para expor a grande conspiração enquanto enfrenta assassinos profissionais enviados para silenciá-lo a todo momento. Quando a dimensão da trama maligna é revelada, o Capitão América e a Viúva Negra pedem ajuda a um novo aliado, o Falcão. Contudo, eles logo se veem enfrentando um inimigo formidável e inesperado - o Soldado Invernal.


Guardiões da Galáxia (2014) – O impetuoso aventureiro Peter Quill se vê como objeto de uma caçada implacável após roubar uma misteriosa esfera cobiçada por Ronan, um vilão poderoso com ambição que ameaça todo o universo. Para fugir do determinado Ronan, Quill é forçado a fazer uma complicada aliança com um quarteto de desajustados - Rocket, um guaxinim atirador, Groot, uma árvore mutante humanoide, a mortal e enigmática Gamora e o vingador Drax, o Destruidor. Mas quando Quill descobre o verdadeiro poder da esfera e o perigo que ela representa para o cosmo, ele deve fazer seu melhor para reunir seu grupo desorganizado para uma última e desesperada resistência - com o destino da galáxia em jogo.


Vingadores: Era de Ultron (2015) – [Achei injusto não colocar sinopse deste aqui] Quando Tony Stark tenta reiniciar um programa de manutenção de paz, as coisas não dão certo e os super-heróis mais poderosos da Terra, incluindo Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro, terão que passar no teste definitivo para salvar o planeta. Com o aparecimento do vilão Ultron, a equipe dos Vingadores tem a missão de neutralizar seus terríveis planos.




-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-



Outras Mídias


Pra quem já viu todos os filmes citados acima e sente aquele gostinho de quero mais, abro espaço aqui pra algumas dicas pessoais que podem interessar o Marvete faminto. rs


Séries


Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. – O agente Phil Coulson (Clark Gregg) retorna à organização mundial S.H.I.E.L.D. e organiza um pequeno e altamente treinado grupo de agentes para resolver casos que ainda não foram classificados tudo que é novo, estranho e desconhecido. O time consiste do correto agente Grant Ward (Brett Dalton), expert em combate e espionagem, da piloto e especialista em artes marciais agente Melinda May (Ming-Na Wen) e dos cientistas brilhantes mas introvertidos agente Leo Fitz (Iain De Caestecker) e agente Jemma Simmons (Elizabeth Henstridge). A eles se junta uma recruta civil, a hacker Skye (Chloe Bennet).




Marvel's Agent Carter – O ano é 1946, e Peggy Carter (Hayley Atwell) se encontra marginalizada quando os homens retornam ao lar após a Guerra. Trabalhando para a SSR, Peggy precisa balancear o trabalho administrativo e missões secretas para Howard Stark, ao mesmo tempo em que leva uma vida solteira após perder o seu amor, Steve Rogers. [A sinopse não te faz levar a sério, mas acredite... Vale muito à pena ver]







Marvel's Daredevil – Matt Murdock, após um trágico acidente em sua infância, perdeu a visão, mas acabou desenvolvendo seus outros sentidos de forma extraordinária. Murdock abre seu escritório em Hell's Kitchen, seu antigo bairro na cidade de Nova Iorque, onde combate o crime como um respeitado advogado pela manhã e justiceiro mascarado a noite.







Cartoon


Avengers Assemble – Com uma escalação de astros que inclui Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Gavião Arqueiro, o recém-chegado e incrível Falcão e a Viúva Negra, Os Vingadores Unidos, da Marvel, são verdadeiramente uma irmandade. Eles salvam o mundo das maiores ameaças imagináveis - do tipo que um único super-herói não pode lidar. Agora, eles precisam combater uma equipe formada pelos vilões mais perigosos do planeta, A Cabala, um grupo que se reuniu sob a liderança do Caveira Vermelha! Liderados pelo Homem de Ferro, os heróis treinam e vivem juntos em sua nova sede, na Torre dos Vingadores. Não importa se eles estão impedindo o Dr. Destino de conquistar Asgard, Attuma de levar o Exército da Atlântida até Nova York ou o Drácula de liberar hordas de vampiros, os Vingadores devem trabalhar juntos para ter sucesso.



Quadrinhos 


Os Vingadores – Quando a Terra mergulha em seus dias mais negros e a humanidade é ameaçada por vilões poderosos demais para um único herói enfrentar, os maiores campeões do Universo Marvel se reúnem formando Os Vingadores! Neste livro, você conhecerá a gênese da superequipe, quando os heróis tiveram de combater o semideus asgardiano Loki, e também irá viver um de seus combates mais épicos e difíceis frente ao vilão megalomaníaco Ultron e sua legião de clones robôs.





Jogos




Marvel Future Fight – É um jogo de RPG com muita ação, baseado obviamente nos heróis da franquia, e que já estava disponível na Google Play há um tempo, porém apenas para alguns mercados selecionados e exclusivos. Acontece que agora que o novo filme dos Vingadores estreou nos cinemas batendo recordes de bilheteria em todo o mundo, o game também passou a estar disponível para todos tanto na Google Play quanto na Play Store. O game traz alguns dos personagens icônicos da Marvel e que também andam fazendo sucesso nas telonas como o Homem de Ferro, Hulk, Thor, Demolidor, Homem Aranha e até mesmo os Guardiões da Galáxia, entre muitos outros. O objetivo do jogo é bastante óbvio e não podia ser diferente: você terá que reunir os heróis mais poderosos e batalhar contra os vilões no seu caminho no universo Marvel. A jogabilidade é bastante simples e em pouco tempo o jogador já está acostumado com os controles e com o modo de batalha. Apesar do game ser gratuito para download, você irá encontrar muitas opções de compras dentro do aplicativo caso seja do seu interesse. A boa notícia é que você não precisa realmente gastar seu dinheiro no jogo para seguir em frente, podendo escolher jogar sem nenhum gasto extra.


-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-


Bom, é isso aí meus saudosos leitores... Espero que tenham gostado tanto da resenha quanto das dicas dadas abaixo. Caso existam algumas discordâncias é só comentarem, aceito elogios também (rs) e até na próxima terça, com uma nova resenha. \o

2 comentários:

  1. Gostei muito da sua resenha... Porém não gostei tanto da Feiticeira Escarlate no filme, achei que a Marvel tentou criar uma Jean Grey genérica, com poderes de telecinese e telepatia, isso me incomodou pakaray! ^_^'
    Aquilo de a colocar prevendo o futuro também foi meio forçado. A interpretação tá phods e o visual ultimate também, só os poderes sofreram bastante mesmo! Amo a Wanda dos x-men evolution, podia ter ficado um pouco mais revolts tipo ela. hehe

    Ameeeeei aquele seu gif dos Avenges Assemble e não achei em lugar nenhum, roubei pra colocar no meu tumblr. perdeu preybói.

    Sobre as suas sujestões: CONTE ALGUMA NOVIDADE, boy? Todo marvemaníaco conhece tudo aquilo! E são todas ótimas sujestões por sinal, parabéns. Ah.... qual o teu login (ou profile, sei lá) no jogo? =^-^=

    Notei algumas faltas de acentos, depois dá uma revisada por favor! hehe

    Tô seguindo com meu live journal... Sempre que gostar de algo, dou meus pitacos aki. Té mais! ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, obrigado pelo comentário. :)

      Devo discordar de você, usaremos a 'nerdologia' pra explicar as habilidades da Wanda nesse filme: O poder da Wanda é criar energia caótica, afetar campos probabilidades e... Bruxaria, né? Basicamente... Ela teria a habilidade de romper a realidade. E foi mais ou menos o que aconteceu, não foi? Inseriu alguns pesadelos, manipulou energia escarlate e até fez com que alguns Ultrons Minions desaparecessem (desintegrassem) quando sentiu a tragédia do irmão! :D
      Defenderei sempre a Feiticeira, que desde sempre está entre meus personagens favoritos no universo das HQ's.

      Meu nick no jogo é Cyndaquil, sabe? Igual o Pokémon mesmo. Pode me adicionar, ficarei bem feliz se me mandar das moedinhas prata todos os dias. Não tenho jogado tanto ultimamente, mas seria um prazer te ter como amiga lá. Não sei bem como funciona esse tal de Live Journal, mas obrigado pela atenção. Vou providenciar as correções e fique à vontade pra pegar o Gif.

      Até mais também e volte sempre. \o

      Excluir