sexta-feira, 6 de junho de 2014

[Resenha] O Herói Perdido – Rick Riordan

Na minha última publicação sobre um livro fiz um resenhão bem resumido sobre as cinco primeiras aventuras de Percy Jackson, e, como disse que faria, hoje apresento aos leitores do blog o livro O Herói Perdido, que dá continuidade a coleção.

Tenho que confessar que quando soube que o protagonista da coleção anterior não estaria presente nesse livro, desanimei bastante! Percy me divertia, a ponto de até os nomes dos capítulos nos livros anteriores me fazerem rir vez ou outra... Minha desanimada foi em proporção tão grande, que fui ler esse novo arco depois de um ano e alguns meses! Agora essa coleção se chama Os Heróis do Olimpo, e o que difere da anterior, é que acabaram todos aqueles capítulos vistos a partir do campo de visão do filho de Poseidon, sim... Como disse anteriormente, Percy não dá as caras neste volume e nos são apresentados novos personagens e dessa vez pontos de vista diferentes no decorrer do livro. Mas não fique irritado se você (assim como eu) também era fã de carteirinha dos antigos, pois eles aparecem sim e tem seus papeis importantes ou não nessa nova fase!


Rick Riordan de maneira alguma deixa a peteca cair, esse primeiro volume é tão bom quanto qualquer um dos outros anteriores, talvez até melhor. A linguagem se torna um pouco mais adulta, a trama mais envolvente e as páginas mais numerosas. Sumir com Jackson foi uma boa jogada, o autor quis deixar bem claro que essa nova coleção não possui um único protagonista, conhecemos Jason, Piper e Leo e os capítulos são divididos de forma que não colocamos nenhum deles em um grau de importância maior que o outro. Outro ponto que merece ser comentado aqui foi a forma como o autor resolveu explorar o elo existente entre a mitologia grega e romana. Sacada de gênio... Apesar de saber que Rick se coloca em um pedestal ás vezes e que costuma ser grosso com seus fãs, preciso tirar meu chapéu pra ele!


Lembrando que o ponto de partida dessa nova trama não acontece nesse primeiro livro, e sim no final de O Último Olimpiano, da coleção passada através dessa profecia:


“Sete meio-sangues responderão ao chamado,
Em tempestade ou fogo, o mundo terá acabado.
Um juramento a manter com um alento final,
E inimigos com armas às Portas da Morte afinal.”
A Nova Grande Profecia, profetizada pelo Oráculo.


O livro começa com Jason, que obviamente é um semideus e que perdeu a sua memória e parece meio perdido e o que é estranho é Leo e Piper possuem memórias com ele... Mas ele tem certeza que tais não são reais. Eu particularmente no momento em que li, me confundi em partes, mas nada é tão complicado assim... Eles são atacados por ventus, que são espíritos da tempestade, descobrem que um dos professores é um sátiro saradão, descobrem também que são semideuses e então encontram Annabeth Chace que está à procura de seu amado! E então descobrimos quem é o personagem título! O herói perdido é Percy Jackson que simplesmente desapareceu do acampamento meio-sangue misteriosamente, deixando uma porção de gente bem preocupada.


A história se desenvolve repleta de pontos de interrogação; onde está o filho de Poseidon? O que aconteceu com a memória de Jason? Porque esse novo herói cisma em dar nomes romanos a todos os elementos gregos mencionados no acampamento? E essa história de que Hera que foi capturada? Pra nos responder algumas dessas perguntas Jason é mandado em missão e ele escolhe Piper e Leo para acompanhá-lo. Além de nos responder todas as perguntas acima eles precisam impedir que os antigos inimigos dos deuses destruam o Olimpo. Muita responsabilidade pra jovens adolescentes, né? Mas eles são semideuses... E possuem alguns poderes especiais. Eles dão conta... Certo?!


Vou falar um pouco sobre as minhas impressões acerca dos novos heróis em separado. Pra não ficar descrevendo o porte físico de cada um, procurei fanarts que mais se assemelham com os personagens que eu criei mentalmente.




Jason Grace... O spoiler está logo no sobrenome do rapaz. Ele é filho de Júpiter, e agora temos dois spoilers!! Dos três heróis, Jason foi o que menos gostei, talvez por procurar muito um pouco de Percy nele, ou por acha-lo um pouco “seco” demais, houve momentos em que realmente ficava cansado dos conflitos internos acerca de sua memória e decidia fechar um pouco o livro. Jason luta bem, é um líder nato, é educado e inteligente. Um típico herói de estórias antigas.
[Na imagem com sua tatuagem estranha e sem explicação.]






Piper McLean é uma gracinha. Tem aparentemente quinze anos de idade, descendência Cherokee, é descuidada com sua aparência física, apaixonada pelo personagem mencionado acima (chega a ser chata às vezes por conta disso), é vegetariana, filha de um astro de cinema com a deusa do amor e da beleza, Afrodite. É também capaz de persuadir outros apenas com a sua voz (charme), esses novos semideuses estão meio X-Men, mesmo!
[Na imagem com a faca de Helena de Troia.] 






Leo Valdez é o meu favorito entre os novos heróis adicionados. Ele é engraçado e muito inteligente... Além de ser meu xará é meio engenheiro também. Suas maiores/principais diferenças comigo são: Poder produzir fogo, ter descendência mexicana, ser filho do grande Hefesto e ser bem magro. Rsrs. Brincadeiras à parte, a lealdade de Leo é admirável assim como seu cinto de ferramentas, se apaixona por toda garota bonita que aparece e é meio impaciente... Uma ótima adesão ao acampamento meio-sangue!
[Na imagem com Festus, o dragão mecânico.]




Esse novo grupo se põe a prova e fazem de sua missão uma superaventura. As cenas de ação são ótimas, algumas espécies de monstros conhecidos aparecem, os protagonistas lutam contra seus demônios particulares no decorrer da trama, evoluindo como heróis e descobrindo muito mais sobre si mesmos! Nossas dúvidas são sanadas parcialmente e no decorrer das páginas outras aparecem e permanecem, e os bons leitores sabem que o autor não costuma deixar pontas soltas e que tem muita água pra rolar ainda nessa nova coleção. Estou com uma vontade gigantesca de fazer um comentário sobre o elo criado entre as duas mitologias por Riordan, mas prefiro debater isso em fóruns, meu comentário é que foi uma sacada muito inteligente, que não foge nem mesmo a explicações dadas na coleção anterior.



No final dessa aventura de redondas 440 páginas descobrimos o mistério a cerca do cabeça de alga e ficamos sabendo que ele provavelmente será um dos protagonistas do próximo livro, e isso me instiga muito! Já dá pra imaginar quem são alguns dos sete semideuses da profecia, ao menos quatro deles, torço pro quinto ser a Annabeth e os outros dois serem tão legais quanto Piper e Leo. Talvez essa resenha seja um pouco confusa pra quem ainda não leu esse livro, então eu sugiro pra você que não leu, que procure o exemplar mais próximo e comece logo, porque é modinha, mas é muito bom. J

4 comentários:

  1. Eu já li a coleção inteira... Eu quase chorei no final...mas não vo conta ne
    :)

    ResponderExcluir
  2. Ele morre no finallll;-;��������������������

    ResponderExcluir