segunda-feira, 10 de março de 2014

Frozen - Walt Disney


Sou uma entusiasta dos filmes Disney, daquelas maníacas que gasta comprando em Blu-ray filmes que já viu 20 vezes e volta à assistir mais 40. Não bastando, sendo uma fã de carteirinha de Irmão Urso estava ansiosa para ver o tão comentado Frozen.


O tema principal é a fraternidade entre Elza e Anna, princesas de um reino com ar nórdico, pelo que entendi, que são afastadas de certo modo, para que os poderes congelantes da mais velha não possam atingir por acidente a caçula.

A história em si acontece quando num momento 'LIBEEEEEEEERTE-SE!' da irmã mais velha, ela sem querer  congela o reino todo, e Anna vai em sua caçada tentar convence-la a descongelar todo o problema. Nesse meio tempo aparecem outros personagens, como o vendedor de gelo (que graças ao congelamento geral tem seu negócio rumo a falência), um bonequinho de neve que gosta de abraços quentinhos e o alce.

É um musical. E quando digo musical vai beirar o além normal da Disney. Os personagens cantam muito, muito mesmo. Não sei se foi eu que dei uma desacostumada após ver tantos filmes da Pixar, que não tem essas firulas, mas em alguns momentos me deu um apertinho de vergonha, principalmente com o príncipe cantando. Sei lá porque.

A cena da Elza na música principal é uma que me fez rir. Me lembrou muito as divas de outrora. Cher foi lembrada naquele momento. Mas não dá pra negar o poder dessa menina, isso numa guerra é a maior arma que poderia ter. E que conhecimento de arquitetura ela tem. Personagem overpower no último e além de tudo é bonita. Marvel e DC precisavam de uma dessas. Just Saying.


Mas meu personagem favorito ainda foi o Alce. Animações tendem sempre a colocar animais, mesmo que de outra espécie, com a alma de cachorros ou cavalos. Ambos são animais muito expressivos, com olhares bem marcantes e que transmitem emoções muito facilmente. No caso, o alce é basicamente um cachorro animadão, e eu, uma dogperson, achei uma fofura. LOV*


Tive a sensação de que Frozen é um filme mais feminino. Os filmes de princesas acabam seguindo esse rumo. Salvo talvez Pocahontas e Mulan os baseados em contos de fadas acabam tendo um toque menos másculo mesmo. Mas o senso de humor de personagens como o boneco de neve acaba deixando isso mais neutro, eu acho.

Apesar de ter gostado sim do filme a história foi bem previsível, o maior plot twist que tive na verdade foi as pedras da floresta (entendedores entenderão), e essa linearidade passaria batido pra mim, fanGirl de animações, se não fosse o alvoroço que andei ouvindo. Pessoas elogiando em demasiado alguma coisa tende a me fazer contestar, e quando compara com algo que gosto muito essa tendência piora.

Comparar Frozen com Rei Leão foi cruel.


Rei leão, mesmo baseado em um livro adulto, é um marco nas animações. Não vou sair elogiando, pois elogio de fã não conta; mas dizer que Frozen é melhor porque ultrapassou as bilheterias, na minha cabeça não faz sentido. Comparar as vendas em 2014 com algo que era vendido em 1994, numa época que o cinema era muito mais restrito, muito menos acessível e que a propaganda era muito menos massiva é sem valor na minha cabeça.


Como animação acho bacana, os efeitos ficaram lindos, uma história bonita e personagens fofinhos, mas não vejo nada que traga ele pro top five dos meus filmes favoritos da Disney.  De qualquer forma, desenhos com uma moral bonita nunca é demais, então... Recomendo. =P


Um comentário:

  1. Let it go, let it goooooooooooooooooo.... <3 (6)
    Kristen Bell fã! :D

    ResponderExcluir