quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O Vendedor de Armas - Hugh Laurie

   Ele é conhecido como Dr.House, mas para mim sempre será o pai do Stuart Little. Além de ser um excelente ator e músico, Hugh Laurie ataca aqui como escritor com seu romance 'O Vendedor de Armas'.

    A história é contada em primeira pessoa por Thomas Lang, um ex-militar de elite, que após recusar um pedido de assassinato se vê no meio de uma briga de gente grande, com direito a poderosos da grana, estratégias de terrorismo, grupo de ataque e mulheres sedutoras.

    Enquanto lia a sensação imediata foi a de um filme de ação. Um cara badboy, com índole incorruptível e sarcástico até o talo e ultra módafóca! Normalmente não é bem o meu estilo de livros favoritos (esse tipo de ação eu prefiro ver com as explosões em filmes), mas tem um detalhe nesse livro que nos empolga a continuar. O humor.

    O personagem narrador não para em instante algum com as tiradas irônicas, chegando num ponto que você começa a achar até meio forçado. E mesmo assim algumas sacadas são brilhantes.

    Sendo passado apenas a visão do próprio Thomas, a idéia dada sobre os outros personagens é um pouco mais fraca. Eu não senti apego por nenhuma das mocinhas, nem completo desprezo pelos vilões. Consegui imaginá-los bem, mas talvez a leitura rápida da minha parte tenha ajudado a não amá-los loucamente. (alguém me entende?!)

    Os capítulos são curtos, o ritmo é gostoso e a trama se encaixa bem. É um livro muito recomendável pra quem gosta do gênero ou de um humor afiado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário